A Paleontologia brasileira no cinema


O curta-documentário produzido pelos Colecionadores de Ossos, sob direção de Tito Aureliano, foi selecionado e participará de um dos maiores festivais audiovisuais do país, o Cine-PE. A Paleontologia brasileira invade as telonas pela primeira vez, falando sobre fósseis, ciência, preservação do patrimônio e sustentabilidade. O curta, "Tesouros do Araripe: os fósseis e a comunidade" tem 9'03'' e será apresentado no dia 26 de abril no Teatro Guararapes, Centro de Convenções, em Olinda, PE.

O Cine-PE é conhecido por ter o maior público de todos os festivais do mesmo gênero no Brasil. Esse ano ele inovou, internacionalizando o evento, que conta com a participação de curtas e longas italianos, portugueses, argentinos, dos Estados Unidos - como "O Grande Hotel Budapeste", dirigido por Wes Anderson - e ainda outros países.
"Tesouros do Araripe" concorrerá na categoria "Curtas Pernambucanos" e fala sobre um projeto desenvolvido pelo Laboratório de Paleontologia da UFPE (PALEOLAB), coordenado pela Profa. Alcina Barreto, no município de Exu, interior de Pernambuco. A produção do vídeo é um dos resultados desse projeto, que visa a musealização do município de Exu e preservação do patrimônio paleontológico do Estado de Pernambuco. O projeto foi financiado pela Pró-Reitoria de Extensão da UFPE (PROEXT) e continua sendo desenvolvido em parceria com a Prefeitura do Município.

Sem título
Veja a programação e leia mais sobre o Cine-PE na página do G1: AQUI. Assista a primeira versão do curta-documentário em nossa página no youtube: AQUI. http://vimeo.com/73341310  

Aline Ghilardi

Author & Editor

Professora, Doutora e apaixonada por Paleontologia, me dedico, além das pesquisas, à divulgar ciência para o público geral.